Currículo | 250 Modelos Criativos Para Você Se Inspirar

Currículo | 250 Modelos Criativos Para Você Se Inspirar

postado em: Philosophy | 0

Tempo de Leitura: 6 Minutos

Ter um bom currículo é fator essencial e indispensável na boa apresentação profissional, é seu cartão de visitas. O conteúdo é o fator mais importante, mas ter um bom formato pode ser um diferencial na hora do recrutador selecionar os finalistas à vaga.

Vários sites pela web oferecem ideias e modelos criativos de currículo (alguns prontos para impressão). O principal deles é o Designerd, mas muitos modelos podem ser baixados no portal Freepik através do link Currículo Gráfico.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fazer um currículo impressionante projetado a partir do zero pode ser um pouco desafiador, especialmente se você não é um designer. Mas se você quer dar um layout mais estimulante às suas informações, você ainda pode fazer o download de outros 30 modelos no portal Idea Grid.

Como criar um Currículo Criativo

Há vários sites que oferecem o serviço, tais como Kinzaa, Re.Vu e Visualize.Me e você ainda pode usar seu perfil do LinkeDin para criar um modelo. Porém, fazer o seu próprio (pessoalmente, contratando um designer ou pedindo a um amigo) pode ser uma opção melhor, pois com certeza será um projeto único e relevante para a sua personalidade.

Em geral, aqui vão algumas dicas que você deve se lembrar:

1. Planeje Primeiro o Conteúdo Crie um resumo de texto primeiro, para depois trabalhar no layout. Inspire-se nos vários modelos de desing existentes antes de escolher aquele que melhor se adaptará às suas necessidades.

2. Use a Psicologia das Cores para Aprimorar seu Currículo A psicologia das cores pode desempenhar um papel importante nos negócios e no marketing de produtos. Ela tem o poder de alterar a fisiologia e os estados mentais de uma pessoa.

3. Considere as Formas que vai Utiliza-lo Você pretende envia-lo como arquivo digital ou imprimir? Se for para impressão, escolha o tipo de papel que vai usar. O melhor formato é o tamanho padrão A4.

4. Imprima uma Amostra e peça um Feedback Seu currículo deve ter um bom equilíbrio entre texto e gráfico. Deve estar organizado profissionalmente e as imagens devem representar informações corretas e verdadeiras.

Quando não usar um Currículo Criativo?

Ou você faz bem, ou não faz. Se você não tem as habilidades criativas, ou não consegue encontrar alguém que possa fazer isso por você, então é melhor ter apenas o bom e velho currículo de texto clássico.

O currículo de texto tradicional ainda pode ficar bem (visualmente) com pequenas mudanças simples. Experimente usar fontes e cores, bem como layouts e diferentes tipos de papel para deixa-lo com uma aparência grandiosa.

Erros Comuns

Um bom currículo pode transmitir mensagens positivas sobre quem é a pessoa por trás do documento, porém há várias variáveis que podem comprometer seriamente as suas chances de contratação, a revista Exame citou 6 erros que os recrutadores não perdoam:

1. Ausência de informações para contato

Pode parecer óbvio, mas muitos profissionais se esquecem de incluir dados básicos sobre si mesmos no CV. De acordo com Marcelo Beltrame, gerente da consultoria Michael Page, no documento não podem faltar nome completo, bairro de residência, e-mail e telefone.

O headhunter ainda destaca a importância de colar o endereço do seu perfil no LinkedIn – uma ferramenta essencial, segundo ele, para conhecer as conexões do candidato e avaliar seu cuidado com a própria identidade na internet. Se você não incluir esse link, fica difícil encontrá-lo na rede social, principalmente se tiver um nome comum, como João Silva, por exemplo.

2. Uso indevido do “control C, control V”

Nada é tão nocivo para a credibilidade de um profissional quanto demonstrar preguiça na confecção do próprio currículo. Uma prova cabal de desinteresse é trazer informações claramente copiadas e coladas em diferentes partes do documento.

Segundo Beltrame, não é raro encontrar CVs com descrições de responsabilidades idênticas nas diversas empresas pela qual o candidato passou. O que se sente nessas repetições preguiçosas, diz ele, é que o profissional não tem cuidado com o recrutador e não está muito interessado na oportunidade.

3. Layout extravagante

A não ser que você trabalhe na indústria criativa, é melhor fazer um currículo com visual simples e comedido. Segundo Gabriel Almeida, gerente da consultoria Talenses, o CV precisa de uma aparência sóbria porque é um documento formal.

Cores, fontes, logotipos ou imagens em excesso podem minar a atenção e até a paciência do recrutador. Para não errar, aposte em papel branco, poucas cores e fontes clássicas .“Currículos devem ser simples e limpos”, diz Almeida. “Eles devem ser chamativos pelo conteúdo, não pelo formato”.

Nota. Esta variável é contrária a maiorias dos modelos aqui propostos, mas não os inviabiliza, os currículos criativos são uma opção e não devem ser descartados.

4. Falhas graves de português ou redação

Erros gramaticais muito grosseiros são imperdoáveis – ainda mais com a profusão de ferramentas tecnológicas que permitem revisar um texto. “O mínimo que se espera é que o candidato passe um corretor ortográfico no documento”, diz Almeida.

5. Chavões e elogios a si mesmo

Outro problema grave está na prática – muito disseminada – de usar adjetivos desgastados e vazios como “dedicado”, “proativo”, “ágil” ou “perfeccionista” para descrever o próprio comportamento.

Além de nada agregarem ao conteúdo do documento, diz Beltrame, essas expressões não têm credibilidade alguma. Afinal, autoelogio é como publicidade: fica difícil acreditar piamente se a parte interessada é quem está falando.

6. Tamanho insuficiente ou exagerado

Ainda que um bom currículo deva ser conciso, ele não pode ser lacônico demais. As principais informações têm que estar presentes – pelo menos para formar um retrato básico de quem é o candidato por trás do documento.

“Um currículo com uma única página é sucinto demais, mas se passar de cinco laudas também está inadequado”, diz Almeida. O ideal é encontrar um meio termo para a extensão do documento. O princípio básico é simples: nada deve faltar, nem sobrar.

Lembre-se que são as habilidades, os talentos e as experiências de trabalho que realmente importam. Um bom currículo pode, no máximo, obter a atenção inicial do seu potencial empregador. Mas o conteúdo ainda é o principal, é onde a seleção acontece. Ter um bom conteúdo, independente do formato, pode lhe garantir o melhor emprego e a melhor oportunidade para alcançar os seus sonhos. Finalmente, um bom currículo sinaliza a disposição para trabalhar duro e se esforçar.

Deixe uma resposta